Pesquisar
Close this search box.
Notícias

Há mais de um século as Damas de Caridade atuam no Hospital Pompéia ajudando ao próximo.

Desde 2012, é celebrado em 05 de setembro o Dia Internacional da Caridade. Esta foi a data do falecimento da Madre Teresa de Calcutá, em 1997. O dia foi escolhido pela ONU para promover o diálogo, a solidariedade e o entendimento entre os povos, além de homenagear a ganhadora do Prêmio Nobel da Paz que dedicou sua vida em prol das pessoas carentes e mais necessitadas. 

Esse é o ideal do Pio Sodalício das Damas de Caridade, entidade que concebeu o Hospital Pompéia e é responsável pela sua manutenção ao longo de seus 109 anos de história. “Damas de Caridade” foi a instituição fundada em 12 de agosto de 1913 por um grupo de mulheres que buscava fundos para construir o altar-mor da catedral, a igreja Santa Teresa, e ajudar os mais necessitados com suas ações de caridade. 

De acordo com Sandra Maria Paim Della Giustina Barp, atual presidente e na terceira gestão da entidade, “toda história do Pio Sodalício, das Damas de Caridade do Hospital Pompéia, descreve a incansável dedicação de senhoras que, unidas pelo amor, buscaram transformar muitos sonhos em realidade”. Há 25 anos atuando dentro do hospital, acredita que a caridade traz crescimento espiritual, a confiança de todos e também responsabilidade. “É preciso estar atento e acompanhar a situação do que acontece no mundo em movimento e em globalização”, explica ela. 

A caridade perpassa a transformação de um hospital que busca se reinventar sem deixar de lado suas raízes – ser humanamente moderno. Há mais de um século, quando o Pompéia dependia de doações de terreno para formar uma estrutura de atendimento ao público, as residências das damas de caridade se transformavam em leitos de assistência aos pacientes para que não ficassem desamparados. “Nesses 109 anos do hospital sempre lutamos para que todos os pacientes pudessem ser atendidos no hospital, inclusive para acolher aos familiares, a gente acha um cantinho, até mesmo em nossas casas”, conta Sandra.

Com a atuação das Damas de Caridade, o Pio se torna um ator na comunidade caxiense que necessita de cuidados em saúde. Por meio de chás, almoços, confecção de roupas, doação de alimentos e materiais de higiene, mantém a caridade como um valor constante do Pompéia, segundo a presidente: “Estar à frente do Pio Sodalício e das Damas de Caridade é levar o ideal intocado das voluntárias e trabalhar pela construção da nossa instituição, pelo seu aperfeiçoamento e modernidade e pela humanização. Manter esta obra, que é o Hospital Pompéia, é a parte mais importante do Pio Sodalício”.

A definição de Pio Sodalício está no livro 105 anos de Voluntariado: A História do Pio Sodalício das Damas de Caridade, de Guiomar Chies: “uma sociedade de pessoas que têm por objetivo praticar a caridade”. Lançada em 2018, a obra de 250 páginas reúne fotos históricas e documentos essenciais para a fundação da entidade, que está ao lado do Pompéia desde sua fundação.

]]>

Compartilhe:

Conheça nossa história

Centro Cirúrgico

Uma intervenção cirúrgica requer estrutura física de ponta e equipe altamente qualificada. O Pompéia Ecossistema de Saúde  cumpre todos os requisitos, sendo o Centro Cirúrgico de referência para a Serra Gaúcha.

Mais populares

Notícias
Pompéia é Tetracampeão na Lista dos Melhores Hospitais do Mundo pela Newsweek
Notícias
Missa celebra os 110 anos de história e dedicação do Pompéia Ecossistema de Saúde
Notícias
Fazer o bem nos faz bem
Notícias
Doação de Órgãos

Veja também