Um lugar para acolher

      Em 22 de fevereiro de 1910, na “Colletoria de Caxias”, Miguel e Maria Muratore, Alexandre e Stellina Alberti, Ângelo e Judith Jaconi, mais Carlos Alberti efetivaram a venda do terreno urbano nº 8, da quadra nº 4, com casa de material e benfeitorias, ao Padre Francisco Baldassare, de Viamão, pela quantia de 6 contos de réis. A área de 968 metros2 limitava-se ao norte, com a terra de Francisco Lermen; ao sul, com a rua Júlio de Castilhos; a leste, com a propriedade de Ludovico Sartori e a oeste, com a de Antonio Mengatto.

 

      Um prédio de alvenaria, situado neste terreno, chamava particular atenção dos moradores de Caxias, pois abrigou, de 1907 a 1912, o primeiro clube social da cidade – o Club Juvenil. A vida social, cultural e política da pequena comunidade passou a ter endereço certo. Não eram, porém, apenas os encontros cotidianos e festivos o destino da casa de dois andares. Ela seria o palco de um acontecimento que marcaria para sempre a história de nossa terra. Em 1º de junho de 1910, um grande baile comemorava a chegada do trem a Caxias, assinalando o início de uma fase de progresso e desenvolvimento. Uma voz interrompeu as danças, anunciando, pela leitura de um telegrama do Presidente do Estado, Carlos Barbosa, dirigido ao Intendente Tancredo Appio Feijó, que a vila de Caxias era elevada à categoria de cidade.

 

      Dez anos mais tarde, a casa passaria a ser o cenário de uma outra história que começaria a ser escrita. Suas portas seriam abertas à acolhida dos mais necessitados. As Damas de Caridade realizavam um sonho nascido em 1913, por ocasião da formação do grupo. O Hospital Nossa Senhora do Rosário de Pompéia iniciava suas atividades em 24 de junho de 1920, movido pelos ideais de um grupo de senhoras que entendiam a solidariedade como uma forma efetiva de praticar o amor ao próximo.

 

Você Sabia?

 

      A primeira quadra urbanizada de Caxias é aquela onde está situado o Hospital Pompéia, pois, em frente ao terreno do mesmo, estava localizado o escritório da Diretoria da Colônia Caxias, representante local da Inspetoria Especial de Terras e Colonização, com sede na capital da Província. Todos os festejos e encontros da pequena vila eram ali efetivados, sendo que, em duas salas de uma das casas, foi realizada, em 1881, a “Primeira Exposição Caxiense”, cuja evolução do conceito deu origem à Festa da Uva.

Imagens

Um Lugar para Acolher - portaria central

Áudios

Vídeos

Documentos