Imprensa

Notícias

18/05/2017

HP promove atividades do Dia Mundial da Doença Inflamatória Intestinal

Sempre engajado em ações que visem à prevenção de doenças e promovam a qualidade de vida das pessoas, o Hospital Pompéia se uniu a associações de todo o mundo para celebrar o Dia Mundial da Doença Inflamatória Intestinal (World IBD Day). As atividades acontecem na sexta-feira, dia 19 de maio, e serão realizadas em parceria com a Associação Brasileira de Colite Ulcerativa e Doença de Crohn – Núcleo Caxias (ABCD).

A programação do dia inclui palestra sobre a doença e ação social com prestação de serviços gratuitos em saúde. Haverá medição de pressão arterial e informações preventivas com os alunos e professores enfermeiros da Escola de Educação Profissional em Saúde do Hospital Pompéia. No dia 21 de maio, domingo, será realizada uma caminhada com pacientes e familiares no Parque dos Macaquinhos, como forma de informar e mobilizar a população.

Os principais tipos de doenças inflamatórias intestinais são a Crohn e a colite ulcerativa. A doença de Crohn é uma doença crônica do trato gastrointestinal, que afeta predominantemente a parte inferior do intestino delgado e o intestino grosso. A causa ainda é desconhecida. Os sintomas incluem diarreia, cólica abdominal, frequentemente febre e, às vezes, sangramento retal. Os medicamentos existentes reduzem a inflamação e controlam os sintomas, mas não curam a doença.

Já a colite ulcerativa se caracteriza por uma inflamação e ulceração da camada mais superficial do cólon, no intestino grosso. Os sintomas incluem diarréia, com ou sem sangramento retal, e frequentemente dor abdominal.

De acordo com o coordenador da ABCD – Núcleo Caxias, o colo-proctologista Eduardo Brambilla, não existe uma estatística oficial do número de pessoas acometidas por essas doenças, mas no dia-a-dia os profissionais têm observado um aumento na procura por atendimento.

A doença de Crohn e a colite acometem homens e mulheres na mesma proporção, normalmente se iniciando entre os 15 e os 35 anos. Os sintomas em geral são dores abdominais, diarreia e sangramento nas evacuações, com duração maior de três semanas. Não existe cura, porém os cuidados com alimentação, atividades físicas regulares, o uso correto da medicação e, em alguns casos, cirurgia, podem levar a pessoa a ter uma vida normal”, explica o médico.

Segundo ele, o trabalho de divulgação dessas doenças em Caxias do Sul teve início em 2015, com reuniões bimestrais com pacientes e familiares para discutir vários tópicos e a troca de informações sobre elas. Neste ano, as atividades foram intensificadas.

Nosso objetivo em realizar essas ações e a primeira caminhada é levar para a população o conhecimento a respeito das doenças inflamatórias, a possibilidade de tratamentos e a existência de um grupo no qual ela pode se integrar.”


 

Programação - Hospital Pompéia

Dia Mundial da Doença Inflamatória Intestinal


 

Palestra sobre a doença

Data: 19 de maio, sexta-feira

Horário: 9:30h

Local: Auditório do Hospital Pompéia

Palestrante: colo-proctologista Eduardo Brambilla


 

Ação social com serviços de saúde gratuitos

Data: 19 de maio, sexta-feira

Horário: das 9h às 16h

Local: Jardim do Hospital Pompéia

***Em caso de chuva a ação social será cancelada.


 

Caminhada para Crohn e Colite

Data: 21 de maio - domingo

Horário: 10h

Local: Parque dos Macaquinhos

***Em caso de chuva a caminhada será cancelada.


 

Para entrevistas com Dr. Eduardo Brambilla – 54 99182.8669

Compartilhe